terça-feira, fevereiro 27, 2024
GastronomiaSaúde e Bem Estar

O que é mais saudável, requeijão ou margarina? Saiba agora!

Sempre há dúvidas sobre as propriedades nutricionais de alimentos, como requeijão ou margarina e a verdade é que tudo depende da atenção ao consumo. 

Todo mundo sabe que o café da manhã é a refeição mais importante do dia. Por isso, são sempre bem-vindos alimentos saudáveis, como pão integral, baguetes e frutas. A questão, agora, está no acompanhamento. Afinal, o que é mais saudável: requeijão ou margarina?

O raciocínio é o mesmo para os lanches da manhã e da tarde, afinal, é preciso balancear o tempo entre as refeições. Por isso, vale montar kits de lanches saudáveis, sempre variados, para adotar uma dieta balanceada. 

Porém, pouca gente consegue comer um pãozinho francês, por exemplo, a seco. Por isso, os questionamentos sobre o que é mais saudável. Mas, será que existe mesmo essa diferença, a ponto de termos que banir o requeijão ou a margarina do cardápio?

Requeijão ou margarina: a origem de cada um 

Antes de mais nada, é interessante falarmos um pouco sobre a composição de cada um. Isso vai facilitar nosso entendimento sobre qual das opções requer um pouco mais de atenção no consumo. 

O requeijão é o alimento obtido pelo leite coalhado. Na sua forma natural, aquela feita lá na fazenda, a fórmula leva água, sal e creme de leite. Por isso, precisa ser consumido um pouco mais depressa, evitando passar do prazo de validade. 

A versão industrializada, ou seja, aquela vendida no mercado, leva conservantes e sódio. Isso é feito para que o prazo de validade não expire com a mesma rapidez do orgânico. Apesar disso, há diferentes versões do requeijão, mesmo do industrializado. 

Entre elas, podemos citar os requeijões light, ricota, sem lactose e os caseiros. Sendo assim, pela fórmula, dá para analisar as fontes de cálcio, proteína e, ao mesmo tempo, teores reduzidos de sódio ou gordura. 

A margarina, por sua vez, é a gordura criada de forma artificial a partir do óleo vegetal. Neste processo, o óleo líquido é transformado em sólido, além da adição dos conservantes e outros aditivos. Sem falar na gordura insaturada, que traz malefícios ao organismo.  

Sendo assim, entre os danos possivelmente causados pelo consumo exagerado da margarina estão: 

  • riscos de AVC 
  • doenças cardíacas 
  • colesterol 
  • diabetes tipo 2

Em suma, a margarina pode ter até mais de 15 ingredientes em sua composição, a maior parte deles de origem sintética. Traduzindo: faz um mal danado ao organismo! 

Afinal, o que é mais saudável?

Você já sabe qual é a composição do requeijão ou margarina, certo? Então, a pergunta é: devo cortar a margarina do meu cardápio? De preferência, sim, mas falemos melhor disso!

Lembra que comentamos sobre as diferentes versões do requeijão, conforme as necessidades nutricionais e até restritivas, a exemplo da lactose? Então, são opções interessantes para inserir o alimento na dieta de uma forma mais saudável. 

A dica é ler o rótulo e evitar aqueles que levam gordura vegetal, amido ou conservantes em excesso. Normalmente, as versões proteicas são mais saudáveis do que os produtos cuja composição tem mais de dois aditivos. Estes, você deve evitar, mesmo!  

Sobre a margarina, o ideal é, sim, evitá-la. Mas, sabemos que os valores, por vezes, são mais baratos do que o requeijão, principalmente versões especiais. A questão é consumi-la com moderação, uma vez que o excesso comprovadamente causa problemas à saúde. 

Na dúvida, busque orientações 

Diante do que vimos até aqui, o requeijão leva vantagem por ser menos rico em gordura em comparação à margarina. Isso se dá principalmente nas versões especiais, cuja finalidade é atender às necessidades nutricionais mais específicas.

Contudo, não devemos nos esquecer de que, com exceção do requeijão caseiro, ambos são alimentos processados. Em outras palavras, para qualquer um dos dois, é preciso o consumo moderado, sob o risco de trazer malefícios à saúde no lugar de benefícios. 

Na dúvida, busque orientação de um nutrólogo sobre a quantidade ideal de cada um na sua dieta diária. A prescrição vai depender inclusive do seu histórico e condições de saúde. Por vezes, outras opções podem ser sugeridas pelo profissional, a saber: 

  • manteiga 
  • geleia 
  • mel 
  • queijo minas 
  • cottage

Deste modo, mais do que saber o que é mais saudável, o requeijão ou margarina, o ideal é consumir estes e outros alimentos com moderação. Mais ainda, sempre intercalando com opções naturais.