Today: 16/04/2021
Isabella Santos Posted on 15:38

Como aumentar o score de crédito

Você sabia que existe um ranking que define quem são os bons e quem são os maus pagadores? Chama-se score de crédito, é feito por birôs de crédito, como Boa Vista, Quod e SPC Brasil – empresas que registram os pagamentos de contas -, e tem o objetivo de demonstrar para empresas e bancos o potencial financeiro de um consumidor.

O sistema de classificação e pontuação difere em cada birô, mas segue um padrão: a classificação é sempre feita de 0 a 1000. Quanto maior o score, melhor pagador o consumidor é. Isso significa, aos olhos de bancos e empresas que têm acesso ao ranking, que é mais confiável fornecer crédito, como cartão, financiamento ou parcelamento, para essa pessoa. Quem tem uma pontuação baixa é visto como um mau pagador, e a chance de ser contemplado com créditos é menor.

Tipos de classificação

Há mais de uma forma de enxergar e analisar o score de crédito. O Serasa, por exemplo, divide os analisados do ranking em três categorias. São elas:

0 a 300 pontos

Um consumidor nesta faixa de pontuação é tido como alguém com reputação financeira ruim e alguém com chances altas de inadimplência. 

 

301 a 700 pontos

Faixa intermediária. Os consumidores que estão neste nível de pontos oferece um risco médio.

 

701 a 1000 pontos

Consumidor considerado confiável, com baixo risco de inadimplência. É a faixa de melhor reputação. 

O que é considerado em um score de crédito

Com a pontuação definida, é preciso entender o que é levado em conta na classificação. O ponto principal é o histórico financeiro. São analisadas dívidas, se há inadimplências ou se os pagamentos costumam ser feitos em dia, se há ações judiciais, além de como foram as buscas anteriores por crédito. Também são usados, como CPF, data de nascimento e endereço.

Como aumentar seu score

O score de crédito é extremamente importante e relevante – tanto para empresas e bancos, que vão analisá-lo quando você fizer uma solicitação de crédito, quanto para você mesmo ter controle sobre sua reputação financeira. É preciso ter consciência de como é o seu ranking e buscar aumentá-lo. Para isso, existem algumas dicas.

Saiba qual é a sua pontuação

O primeiro passo, claro, é saber qual é a sua pontuação. Há empresas especializadas que fazem essa consulta e te mostram seu score de crédito com credibilidade, confiança e preço baixo. 

Garanta o básico

Para que a sua pontuação não seja afetada, o primordial está em três pilares: manter as contas pagas em dia, não ter o nome sujo e estar sempre com dados cadastrais atualizados. Nem sempre é fácil conseguir se manter sem inadimplências, mas a próxima dica vai tentar te ajudar nessa missão.

Faça um planejamento financeiro

Pode parecer balela ou papo para boi dormir, mas ter um planejamento financeiro é essencial para que você não perca o controle sobre suas finanças. Consulte seu CPF em alguma empresa especializada para saber quais são todas suas dívidas e como estão os atrasos. Anote tudo em uma planilha ou papel: qual é a sua renda, quanto você gasta, quanto deve.  

A partir disso, defina prioridades. Busque entender quais gastos são necessários e corte o que for irrelevante. Para as dívidas mais complexas, busque um refinanciamento ou uma negociação, para que você possa quitá-las aos poucos com condições melhores e taxas menores. Evite fazer dívidas novas, pelo menos neste momento, e tente manter todas em dia, a fim de evitar que seu CPF fique negativado. Confie no seu planejamento e passe a acompanhar o crescimento do seu score de crédito conforme o tempo vai passando.

 Existe uma forma simples de melhorar o score de crédito?

Não há solução mágica. O score sempre se baseia no seu histórico financeiro e na sua reputação. Portanto, não caia em golpes – ninguém vai melhorar sua pontuação de uma hora para outra. Você será bem ranqueado se seguir os pilares de ter o nome limpo, as contas em dia e os dados devidamente atualizados.

 

%d blogueiros gostam disto: