quinta-feira, junho 13, 2024
TecnologiaNegócios

Qual a diferença entre terceirização e outsourcing?

É preciso saber que a terceirização e o outsourcing apresentam resultados diferentes para escolher o que mais eficiente para sua empresa

Os dois termos estão relacionados a uma estratégia de repassar serviços para empresas externas para diminuir as preocupações de um setor. Em outras palavras, corporações contratam mão de obra terceirizada para uma função

Porém, terceirização e outsourcing (contratação externa, em português) garantem resultados diferentes, logo, é necessário conhecê-las para definir a melhor opção para usa empresa.

Esses procedimentos estão cada vez mais recorrentes no meio corporativo, pois trazem vantagens, incluindo maior produtividade.

De acordo com dados da EZ.devs, em 2019, 29% das empresas que utilizam as mídias sociais terceirizaram esse serviço, por exemplo.

A principal diferença entre terceirização e outsourcing é que a primeira trata de atividades mais gerais, que não exigem conhecimentos técnicos, como limpeza. Já a segunda, de mão de obra especializada.

Outsourcing

Desmembrando melhor este termo, pode-se dizer que outsourcing é uma forma estrutural da terceirização. Ele age em áreas de conhecimento específicas, como TI, RH, Gestão e Finanças.

Quando esse serviço é contratado, uma empresa especializada na área requisitada se responsabiliza pelas atividades da corporativa contratante.

A partir do momento do contrato, a contratada tem certa autonomia para decisões em nome da outra empresa. Essa estratégia está sendo usada, principalmente, na área de TI, pois é um campo novo da tecnologia e as empresas querem garantir o acompanhamento das inovações, de forma eficiente. 

Vantagens

O objetivo principal é garantir resultados assertivos, considerando que quando o serviço é feito por pessoas que não estão habituadas com o ramo, ele está sujeito a erros. Veja as vantagens de implementar o outsourcing:

  • Resultados rápidos; 
  • Aumento de produtividade – com especialistas focados em resultados específicos, há potencial de aumento de produtividade tanto na área em que há outsourcing, quanto para as outras, que ficam menos sobrecarregadas;
  • Redução de riscos e custos – como dito anteriormente, o domínio do material, reduz erros e, consequentemente, custos com refações. Sem contar que, contratar novos profissionais exige um custo maior até que eles se qualifiquem. Porém, contratando profissionais experientes, não há espera – os resultados são quase que instantâneos;
  • Serviços sob demanda – algumas áreas não possuem demandas com frequência uniforme, e quando não há demanda, os profissionais são pagos para ficar ociosos. Com o outsourcing, só há custo de serviço quando há uma demanda de fato.
  • O único cuidado que deve se ter ao contratar uma empresa de outsourcing é certificar que ela possui conhecimento real na área. Pode-se fazer isso a partir de resultados de trabalhos passados e certificados de especialização. 

Outsourcing na TI

Diante das novas necessidades do mercado de inovação tecnológica. Neste cenário, os recursos de Tecnologia da Informação deixam de ser meros suportes e passam a ser essenciais para a empresa continuar competitiva.

Porém, a demanda de TI é quase que urgente, e implementar uma infraestrutura qualificada e com bons materiais do 0 requer um alto investimento.

Logo, empresas estão optando pelo outsourcing de TI, em que o departamento é terceirizado para especialistas que oferecem soluções especializadas para cada necessidade por um valor mais acessível. 

De forma resumida, o contratado para essa atividade se responsabiliza por: monitorar e prevenir o sistema da empresa contra falhas e invasões no sistema; automatizar processos; criar sites; e desenvolver um software coerente com as atividades do local.

Terceirização

A terceirização se diferencia pelo fato de não exigir especialização dos profissionais terceirizados, pois as atividades não interferem nos resultados diretos da contratante. No geral, os serviços terceirizados são os de: vigilância, jardinagem, limpeza e portaria, por exemplo.

O objetivo dessa mão de obra externa é redução de gastos com o processo de contratação e direitos trabalhistas. Então, o contratante para um valor para a empresa fazer a seleção e lidar com a parte burocrática da negociação de um serviço, como entrevistas e análise de histórico.

Cargos terceirizados dessa forma são fundamentais para o funcionamento e bem-estar de uma corporação, mas não influenciam o produto comercializado pela empresa.