terça-feira, fevereiro 27, 2024
Saúde e Bem Estar

10 Dicas para evitar doenças respiratórias nos dias frios

A temperatura cai e a imunidade também, veja como evitar o nariz entupido e a garganta dolorida.

A frente fria, que assolou o Brasil no meio de maio, pegou a população desprevenida. Agora, com a chegada da primavera, a previsão são dias quentes e chuvosos, na maior parte do Brasil.

Mas, com as mudanças climáticas, o frio pode surpreender a qualquer momento. O ideal é estar preparado para ele e evitar as doenças respiratórias.

O frio de maio 

Os termômetros registraram recordes no Centro-Oeste e no Sudeste do Brasil na semana que se iniciou em 16 de maio. No Gama, região do Distrito Federal, a temperatura chegou a 1,4°C, número nunca visto antes no local, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia.

Todo este frio foi consequência de uma intensa e atípica massa de ar frio, que avançou pelo território brasileiro. Ela foi responsável, inclusive, pelo ciclone extratropical –  fenômeno meteorológico caracterizado por fortes tempestades e ventos –, que chegou na região central de Santa Catarina e em cidades da Serra Gaúcha. 

Depois de uma semana de geadas, a tempestade subtropical se deslocou para o alto-mar e  a massa polar se dissipou, elevando a temperatura. O mês de maio finalizou com a temperatura típica do outono.

Inverno 2022

O inverno brasileiro terminou em 22 de setembro. A cidade de São Paulo passou pela tarde mais fria da estação no dia 19 de agosto, chegando a 10°C. Já a cidade gaúcha Pinheiro Machado registrou -5,3 °C no dia seguinte, 20.

O fenômeno La Niña – resfriamento das águas do oceano Pacífico – que estava previsto para terminar no outono, se prolongou até o fim do inverno. Foi responsável pelo alto nível pluviométrico do Nordeste e pelos dias quentes e secos do Centro-Oeste.

Por que no inverno ficamos doentes com frequência?

A maioria dos vírus, incluindo o vírus Influenza – gripe comum –, torna-se mais infeccioso e se multiplica com facilidade em dias frios, em que costumamos ficar em lugares muito fechados.

Além disso, o tempo seco resseca os olhos e as membranas mucosas do nariz e da boca. Quando esses membros estão devidamente lubrificados, agem como barreiras de vírus e bactérias, que ficam presos nas mucosas e destruídos pelos anticorpos. 

No entanto, não é só a gripe que atinge as pessoas no inverno. As alergias respiratórias também são um problema. Sinusite, rinite, asma e bronquite atingem, em média, 30% da população e são mais intensas no frio, segundo a Organização Mundial da Saúde.

Isso se dá por conta da inversão térmica, que ocorre no inverno, em que uma camada densa de ar frio desce à superfície e retém os poluentes. O ar poluído irrita as vias respiratórias e provoca coriza, falta de ar e outros sintomas de alergia.

Agora, com a primavera, que vai até 22 de dezembro, as chuvas causam o mesmo efeito, por isso deve-se cuidar da mesma forma.

Como evitar doenças respiratórias no frio?

Alguns cuidados podem ser tomados para evitar o congestionamento nasal e a moleza das doenças respiratórias. Veja!

  Busque manter uma boa imunidade durante o ano todo

Uma boa alimentação e exercícios físicos são formas de cuidar da saúde e proteger o corpo dos efeitos de vírus e bactérias e manter a boa imunidade.

  Mantenha-se hidratado

Hidratar-se é a melhor forma de evitar o ressecamento das vias respiratórias e das mucosas.

  Evite tocar seu rosto com as mãos sujas

Os objetos que tocamos no nosso dia a dia – corrimão, maçanetas, entre outros – acumulam inúmeros vírus e bactérias. Logo, se precisar tocar o rosto, lave bem as mãos antes.

  Mantenha a vacina em dia

A vacina contra a gripe protege o organismo de quatro variações do vírus Influenza e ameniza os sintomas da doença.

Mantenha os ambientes arejados e evite locais fechados

Locais fechados e abafados são excelentes moradias para os vírus e favorecem a reprodução dos mesmos. Então, mantenha as janelas abertas, sempre que possível!

Use álcool em gel

Além de proteger contra a Covid-19, o álcool em gel é um bom aliado contra a gripe e resfriados.

Use máscara

A máscara não só diminui a transmissão de vírus, como mantém nariz e boca aquecidos e hidratados.

Considere ter um umidificador em casa

O umidificador é um bom aliado para os dias secos, tanto do inverno quanto de outras estações.

  Evite fumar e comprometer a garganta

Fumar compromete e resseca ainda mais a garganta nos dias secos, o que facilita a proliferação de vírus.

Ponha as roupas de cama no sol

O ideal é lavar lençóis, cobertores e fronhas uma vez por semana e expô-los ao sol, para evitar o acúmulo de microrganismos.

Compartilhe essas dicas com aquele seu amigo que tem todas as alergias possíveis durante o inverno!