quinta-feira, maio 30, 2024
Finanças

Financiamento de Imóveis Vale a Pena?

Confira quando um financiamento de imóveis vale a pena e conheça nossas dicas para fazer um bom negócio.

Nos dias de hoje, financiar um imovel tem se tornado cada vez mais fácil e com muitas opções disponíveis para quem o deseja fazer. E no artigo de hoje, você vai entender se esse investimento é realmente o melhor para o seu caso, se o financiamento de imóveis vale a pena. Acompanhe nossas dicas e faça uma escolha consciente.

Financiamento de imóveis vale a pena?

Claro que a melhor atitude é sempre comprar à vista, porém um imovel é algo bem caro, mesmo que você ganhe um bom salário. Seja para comprar apartamento na planta , seja para investir em um imóvel que já está construído e pronto para moradia, a principal questão é que muitas pessoas não conseguem juntar esse dinheiro.

Investir em imóvel significa segurança, patrimônio e a tão sonhada moradia! O déficit habitacional existente ainda é muito grande no país. As pessoas sonham com a casa própria e o financiamento acaba sendo a ferramenta para realizar esse sonho.

No momento atual, embora tenhamos juros altos, também há uma escassez de espaços, por isso a chance de você comprar o imóvel hoje e ele valorizar 40 … 60 … 70% nos próximos anos é muito alta.

Dicas para financiar seu imóvel

Embora algumas dicas pareçam simples, são atitudes que podem te evitar vários problemas.Confira a seguir e entenda:

Pesquise bastante em bancos e instituições diferentes

Não se prenda apenas a caixa econômica ou ao banco em que você é cliente. É necessário informar-se sobre as melhores condições junto aos bancos e instituições de crédito imobiliário, esclarecendo as dúvidas quanto a todas as taxas envolvidas.

Avalie e faça um comparativo do que cabe em seu bolso. Dentre os bancos mais tradicionais do mercado, os que possuem financiamentos imobiliários corrigidos pela TR são a Caixa, Banco do Brasil, Santander, Itaú e Bradesco.

Já a correção feita pelo IPCA, somente o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal oferecem essa opção.

Faça as contas com seu orçamento familiar

É importante ter em conta que este investimento terá que ser honrado mensalmente com o pagamento da mensalidade do financiamento.

Dessa forma, analise previamente o orçamento familiar para que se evite apertos financeiros. Em caso de negociação de taxas de juros, a inadimplência pode incorrer em uma alta na taxa de juros mensal, pois a pontualidade do pagamento das prestações quase sempre é pré-requisito para a conseguir descontos nas taxas do seu financiamento.

Leia atentamente o contrato

Cuidado e atenção com taxas escondidas ou reajustes inesperados. É necessário ler atentamente todas as cláusulas do contrato e deixar toda documentação necessária atualizada.

Alguns financiamentos possuem altas parcelas intermediárias que podem te surpreender, por isso leia tudo e evite essas surpresas desagradáveis. Se possível, tente conseguir a ajuda de um amigo advogado para ter certeza de que o contrato está 100% dentro da lei e com cláusulas que são desvantajosas apenas para você que financia.

Pode valer a pena até pagar a consultoria caso você não conheça ninguém, pois um financiamento é algo que dura anos e envolve altos valores.

Sempre tenha uma reserva

Nunca utilize toda a sua liquidez para pagamento da entrada. É importante sempre manter uma reserva financeira que possa possibilitar o pagamento de suas contas por um período, caso ocorra alguma emergência. Portanto, a compra do imóvel não deve comprometer as finanças mais de 30% da renda mensal líquida.

Planeje antes de contratar

É importante realizar um planejamento financeiro. Planeje o seu fluxo de caixa da renda familiar e possíveis recebimentos no futuro para abater as despesas particulares como cartão de crédito, alimentação, combustível, estudos que sejam necessários para os próximos meses/anos.

Assim, você terá uma boa perspectiva da capacidade de pagamento das prestações futuras, tendo em mente que, muitos empreendimentos enquanto estão em obras contam com mensalidades, parcelas trimestrais, semestrais e até mesmo anuais. E todas elas são atualizadas pelo INCC (Índice Nacional de Custo da Construção).

Considerações finais

Bom pessoal, espero que tenha ficado claro como vale a pena fazer o financiamento de imóveis desde que os cuidados sejam tomados para realizar um bom negócio.

Por fim já falamos em outro artigo sobre os beneficios de ter uma conta corrente, leia e fique por dentro de tudo